Sábado, 22 de Janeiro de 2005

Finalmente poesia"Gostos e desgostos"




Deus deu-me tanto durante a minha vida
Deu-me a luz dos meus olhos
Pintada de azul cor do mar
Deu-me um coração cheio de vontade,
Vontade para esperar.

Depois fez-me chorar
E seguidamente sorrir
Tirou-me da escuridão fria
Aqueceu-me com as asas do desejo

Fez-me olhar de frente,
Ter medo, tremer
Tocou-me com a sua bondade,
Para me ver renascer

Eu já nada esperava,
Pensava ter-me perdido.
No meio de tanto sofrimento,
Reencontro o meu alento.


Alimento para a vida
Luz de encantos desmedidos
Força que empurra,
Para o luar dos sentidos.

Olhar a beleza no teu toque
Ver a luz que existe lá fora
Fora de mim
Fora de tudo

Não és tudo para mim
És importante
Não és fundamental
Respiro sem ti
Deus deu-me a vida
Tu ajudaste a colorir

Outros pintores já tiveram
A intenção de fazer
Aquilo que tu fazes, dizendo:
- Amor, foi sem querer!!!


"Por: Laura Antunes"


Hoje quis dar espaço a uma amiga que tenho bem junto ao peito "Laura Antunes" que encontrarão brevemente numa livraria perto de vós, este conteudo é totalmente dela e reservando todos os seus direitos partilho convosco, espero que gostem e se puderem mesmo que não gostem comprem :) e ofereçam a um qualquer inimigo:)
Obrigado Laura por essa luz que teimas em mostrar-me.

publicado por bamos às 04:11
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Mar Revolto a 23 de Janeiro de 2005 às 13:18
Gostei muito do poema da Laura..., vai ser um sucesso, de certeza!
Beijo aos dois


De Cris a 23 de Janeiro de 2005 às 00:50
lindo o poema, lindo o fundo musical. Como sempre, gostei de cá vir!
Beijinho


De Gonalo a 22 de Janeiro de 2005 às 23:27
Vim aqui dar uma olhadela ao teu blog, à tua escrita....gostei deste post...gostei das palavras. Um abraço


De Fatima a 22 de Janeiro de 2005 às 23:06
Gostei da maneira como colocas-te a publicidade...é apelativo sim senhor ;)
Esta muito bonito...beijocas


De Alcides a 22 de Janeiro de 2005 às 20:14
Como tantas outras coisas que sairam das trevas e viram de novo a luz, finalmente poesia. Parabéns, comecei a gostar do que escreves. Continua...


De Aran_aran a 22 de Janeiro de 2005 às 14:31
Gostei da poesia... e ainda mais: "mesmo que não gostem comprem e ofereçam a um qualquer inimigo"! Lol! :) beijos


De Margarida a 22 de Janeiro de 2005 às 07:22
Simplesmente lindo!!! Beijinhos grandes


De Carla a 22 de Janeiro de 2005 às 07:00
Gostei muito. O lado luminoso irradia uma esperança que todos desejamos, um facto com que todos sonhamos... :) Parabéns à Laura pela sensibilidade. Beijo grande :)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds