Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2005

Que me desculpem os outros não objectos

luz_palm_beach.jpg
"Ontem foi dia de Pedros"
Em perspectivas diferentes talvez
E também não
Eu sei o que é ser Pedro
Sou apenas João



Se já tens um pré conceito de tudo não oiças esta musica.
Se gostas e tens liberdade de pensar força eu também oiço.


Digas o que disseres fui um lindo objecto e senti-me gente!
Um humano descartável!
Coitado por ter sido usado para te conquistar o coração
Coitado por ter inveja de não estar nele
Sussurros,
Coitado
Ele acalma e começa a perceber que é objecto, vais ver
Agora julga-se gente
Pois aposto que é tratado como tal!
Que bom afinal sou um objecto
Há objectos que ficam com a vida dos donos
E a vida toda com eles
Há donos que ficam com a vida dos objectos
E toda ela com eles
Nos primeiros tempos
Têm que se usar
Sem identidade humana
É de um qualquer com gostos idênticos
Depois
Gosta-se estranha-se entranha-se
Estava a ver que não obtinha esse direito da parte que te toca
Estive dentro de ti, sei sou um objecto
Senti-me humano, obrigado por me mostrares que sou um objecto
Dá-lhe perspectiva
Assim tudo junto pode parecer pornografia

publicado por bamos às 03:47
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Cris a 1 de Fevereiro de 2005 às 01:10
Sentirmo-nos usados doi! Mas se pararmos para pensar um pouco, talvez cheguemos à conclusão que fomos mais importantes do que possa parecer. N é fácil ser usado, mas tb n me parece q seja boa a sensação final de quem usou! Não ficará um grande vazio?... Talvez sim ou talvez não... porque alguma marca nossa deixamos ficar, certamente...

Beijinho


De anewstart a 1 de Fevereiro de 2005 às 00:31
Acho que, mais dia, menos dia, sentimo-nos um objecto.. Se somos objecto amado ou, simplesmente, usado, bom, isso depende de cada um, mas... Ha um momento na vida que nos sentimos "manipulados" pelo nosso dono, pelo sentimento que nutre por nós, ou até mesmo pelo sentimento que acabamos por sentir por esse alguem.. =) Ser objecto nao significa nada nem tudo, cada um é objecto à sua maneira... Porque posso nunca entender a tua funçao enquanto objecto, mas posso entender a minha. Neste caso, bom, acho que foste um objecto usado, um objecto que gostou do que sentiu =) Gostei muito do novo visual, muito mais teu =) Beijinhuuuuuu ****** Upsss, li algures que fizeste anos =( PARABÉNS ATRASADOS... ********* Espero que tenha sido um dia muito bem passado =P


De Mnica a 31 de Janeiro de 2005 às 22:06
Oi João! Fizeste anos?! Oh :-( não sabia...Um beijinho de parabéns com muitas felicidades à mistura. O visual do teu blog está super-caprichado. Está 5 estrelas. Adoro a foto do farol, queria um assim para mim, onde me pudesse refugiar sempre que quisesse.
Nós todos, um dia, já fomos objectos. Todos nós já fomos usados das mais variadas maneiras e também já fizemos dos outros nossos objectos.
Gostaria de te oferecer um avião...tu gostas mto de aviões n gostas? E sabes que mais? Não é preciso ter asas para voarmos...quando queremos voamos bem longe...Jinhos grandes


De Art Of Love a 31 de Janeiro de 2005 às 19:50
Desconhecia esta musica,mas aceitei o teu desafio e fui ouvi-la,porque me considero uma pessoa com força e personalidade na minha forma de pensar.
:)


De Art Of Love a 31 de Janeiro de 2005 às 19:50
Desconhecia esta musica,mas aceitei o teu desafio e fui ouvi-la,porque me considero uma pessoa com força e personalidade na minha forma de pensar.
:)


De Mar Revolto a 31 de Janeiro de 2005 às 15:34
Há pessoas que numa luta infernal de fazer os outros objectos, esquecem-se que são elas próprias objectos decadentes, são prisioneiras de desamores que vão alimentando, humilham-se a elas próprias e dessas eu tenho imensa pena.
Adorei a melodia, vou ficar por aqui a ouvi-la mais um pouco.
Estive fora e estava com saudades.
Beijo


De Joaninha a 31 de Janeiro de 2005 às 11:43
João, teu blog tá cada vez mais aprimorado, mto bem! Parabéns por mais um anito de vida, eu tb fiz na sexta, rsrsrs...
Quanto aos teus textos continuam muito, muito bem...gosto muito de te ler... Quem de nós nunca se sentiu um objecto? :( Bjinho, tem um optimo dia.**


De ferrus a 31 de Janeiro de 2005 às 09:36
Para se ter o que se quer...tudo se faz, até gostar de ser objecto, ou simplesmente querer sê-lo. Já fui e não gostei de ser "pedro", em tempos idos que já lá vão...
Um grande abraço João


De Arana_aran a 31 de Janeiro de 2005 às 09:29
Quem usa os outros, mais tarde há-de ser usado e sentir na pele os seus próprios actos! Nunca gostei desse tipo de atitutes, mas infelizmente elas existem e por vezes na sua pior forma! beijos


De Margarida a 31 de Janeiro de 2005 às 09:04
Olá João! Este texto, ñ sei pq tocou-me, isso de ser objecto e de me sentir objecto... olha gostei, acho q ás vezes todos nós nos sentimos assim. Objectos usados por aqueles q julgamos serem as pessoas mais importantes da nossa vida. mas eu fui descobrindo q qd isso acontece é pq essas pessoas já ñ nos merecem. E eu ñ mereco ter menos do q o tudo! LOOOl pronto tás a ver? Tb já tou a conversar, eu bem digo, os teus textos são dialogos q tens com quem te lê. beijinhos grandes e já vi q fizeste anos, por isso parabens atrasados loool *******s


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds