Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2005

O tamanho de tudo









Clã





Palma


Obrigado a todos que por
aqui

me
deram sorrisos  beijos e abraços.


Ausento-me já com
saudade


todos os meus passos
são


pedaços vossos e eu
pertenço-vos!


disponham de tudo em
que eu possa


ser útil!


Obrigado até um
destes dias!




João"bamos"Alves





"A dimensão de uma"



Não discuto tamanhos
Isso é coisa de mulheres
Eu sei as minhas capacidades e pior que isso as minhas limitações
Tu é que te esqueces o que sou
Sempre fui para ti o que o momento te tinha no pensamento e quando não estou
Idealizas-me como todos moldas-me a uma perfeição inexistente em mim
Existem limites e não só na cabeça
Eu noto cada vez que dou um passo
Basta ir tomar café para ver o meu limite a todos os níveis
Só aqui me sinto sem limites
Só descomplico num sitio
O nosso dia!!!
É todos os dias
Detesto que alguém me marque qualquer dia que seja
Perco a minha independência e vontade própria
Amanha é quinta-feira!
Faz três anos que tinha acabado de me instalar na Casa que julguei ser minha e a que chamava lar!!!
Não tenho pensado noutra coisa
Mas por ti até deixo de pensar que o mundo é uma ilusão
Passo a crer que a irmã Lúcia é que tinha razão e a virgem anda por aqui a visitar as almas pecadoras
Todas
Nem um pode atirar a primeira pedra
Mais que eu ninguém
Aposto faço honra nisso
Se os meus pensamentos se desenhassem em letras
Neste momento estavas a acender a fogueira para me queimares
Acho que tu gostas de tudo
Mesmo daquilo que insistes em dizer que não gostas
És como eu
Vives e deixas viver
Bem que gostava de te conhecer na verdade...
Apenas te reconheço onde quer que estejas e entres
Só não tens o que não quiseres
Tens muita influência
Em mim tens
Se me pedires uma rosa só não te dou um jardim se não o souber fazer!!!
Eu não estou na concha
Estou na lua, esqueceste?
Bem queria estar em Montalegre
Sinto mais é que Montalegre está em mim
No mesmo sentido e mais enraizada
Montalegre foi-me imposta
Tu, escolhi-te
É a diferença
Tu é que me vais ensinar a improvisar
Só sei mais que tu aquilo que tu não sabes e eu sei
Ou seja só sei eu de mim mais que tu
Tudo o resto és a guardiã da sabedoria e pratica
Eu sei
És mais que isso
Sei que o pensamento isso disse e escreveu
Se não está deveria estar
Isso é descomplicando mas a escrita para ser entendida o sentido é preciso complicar
Faz de conta que não escrevi
Mas disse
E deixas-me a desejar ser apenas um segundo e não um minuto na tua vida
Mas podes ter a certeza que não é um segundo desperdiçado nem mau
Apenas intenso como tudo devia ser nesta vida de merda
Não mereces mas tens
Foi isso mesmo que quis dizer
Afinal ainda me entendes o que digo
Só aquilo que me dizes
Não sei mas reconheço
Mentiras.





publicado por bamos às 02:16
link do post | comentar | favorito
|
15 comentários:
De isarara a 17 de Fevereiro de 2005 às 08:39
não vás embora, precisameos das tuas palavras


De Marga a 16 de Fevereiro de 2005 às 23:01
Pouco mais haverá a dizer, pois creio que as opiniões são unanimes e que nos fazes muita falta, João.Apetecia-me muito pedir-te que não partas assim...mas sei que não tenho esse direito.Vou sentir muitas, muitas saudades de te ler logo pela manhã e ouvir o teu grito de raiva, amor, dor, sensibilidade...tudo que consegues transmitir-nos. Por tudo o que nos (me) deste, só posso dizer-te que foi muito bom "ter-te" tido durante este tempo e, que espero que o teu regresso seja breve. Vai...mas volta, por favor!!! Obrigada por tudo, João. Beijokas e :)))


De TudoPorUmFilho a 16 de Fevereiro de 2005 às 22:37
Oh que pena...espero que voltes bem rápido...Sentirei a falta de teus lindos artigos...e as músicas que os acompanham...Tua ausência será sentida certamente com grande saudade...Um beijinho bem grande


De Plantacarnivora a 16 de Fevereiro de 2005 às 20:47
Apanhei-te!!!!!!!!!! Poderia assinar por baixo deste post (sem pretensões, é claro!), mas é que me identifiquei com ele sériamente. Curioso mesmo, mas penso que não serei só eu! Há pureza e mestria de palavras. Agora vais-te embora? Isso vai dar dar direito a uma indeminização! Hihihih!!
Volta, volta, volta...volta...lta...ta...a


De Ocean a 16 de Fevereiro de 2005 às 20:47
O meu lado esquerdo espera que não fiques ausente mutio tempo, porque é sempre um prazer passar por cá. Abraço ate breve


De anewstart a 16 de Fevereiro de 2005 às 20:14
Não acredito, não podes dizer adeus, não podes. Como vais viver com a alma cheia de escrita no ar? Não nos faças isso... Não te faças isso... O tempo passa, deixa marcas, não te deixes levar pelas boas recordaçoes que deixam uma dor de saudade tao grande que sentes que já não ha força suficiente para recomeçar tudo. Sabes bem melhor do que eu que as coisas não sao como queremos, mas que nem por isso podemos baixar os braços e pensar "que venha, seja la o k for, não quero saber..." Sabes bem que vai ser tempo desperdiçado e nao recompensado. Acredito que é o cansaço de esperar, cansaço da esperança em vão.. A razao quando se vinca magoa.. A diferença passa pela maneira como reagimos a tudo o que nos acontece.. Como gostaria que as coisas fossem diferentes aqui.. Mas não dá.. Vá... Nao deixes de escrever aqui, va la... Muda de tema, muda o que quiseres, mas escreve. Não deixes que as palavras te marterizem.. Nao deixes.. Espero que amanha recebas uma boa noticia, quem sabe? A vida é cheia de surpresas.. Espero bem que sim.. Mas, deixando as surpresas de lado, surpreende tu a vida. Não deixes nada só pk algo n aconteceu. Sabes que um dia bem vivido foi muito bem passado. Beijinhu pa ti, fico com a esperança de que nao desistas do teu lindissimo blog =) ****


De Snia a 16 de Fevereiro de 2005 às 16:30
Deixo na hora da partida o depois ... a palavra Saudade

"Saudade:
Polpa de manga e apetite
Vai se mastigando
neste castigo surdo
neste sussurro macio
ausente de som.
Saudade:
Fruto da palavra
de doce açucar
do verbo desesperar e
da pergunta:
Que foi?
Quero-te em mel caramelado.
Saudade:
De comer no entanto
Tudo fica pouco
A boca fechada
O pensamento não
A ponta da língua
Nega este amargo
Saudade:
Esta saudade pede
Os gomos da laranja.
Da laranja feita sumo
Das nossas manhãs
Saudade:
Paredes brancas
De leite condensado
Sem os morangos
Condensada de te querer
Lambuzo as palavras
a te esperar... "

* escrito e sentido ... na altura ... em que era tão preciso ter mais juizo...

Beijinho grande, ate breve ou ate que a vida queira : )



De ferrus a 16 de Fevereiro de 2005 às 16:02
Não me apetece comentar o teu artigo! Comento o anûncio da tua ausência!cada um tem a sua estrada para percorrer e nem eu nem tu não fugimos à regra. Por sorte parte dela foi comum :-) Confesso que muito me agradou ter palmilhado estes quilómetros de vida contigo...Foi um prazer :-) Escreveste neste blog com a simplicidade, pureza e até dureza dos inertes que povoam em casas a tua terra: Montalegre! Já tive o prazer de os ter conhecido...se Montalegre está em ti és um homem de sorte! Tenho uma visita adiada a uma aldeia perto da tua terra: Pitões das Júnias! Este ano lá irei e deixarei um abraço no ar para ti, se até lá não nos falarmos ( escrevermos). Entretanto aqui deixo um abraço de sincera amizade e que te lembres dele para as subidas desse teu caminho! Um grande abraço, João e até breve! Obrigado e Boa Viagem! :-)


De andrye a 16 de Fevereiro de 2005 às 15:56
So espero q esse regresso seja breve,pois um blog destes é pecado destruí-lo! Obrigada por todas as tuas palvras de carinho.Volta rapido ja tenho saudades de "te ler" . Tudo de bom pa ti. Beijokas grandes.


De Viceversa1000 a 16 de Fevereiro de 2005 às 14:48
Não devia ser permitida esta ausência,digo eu! Que seja por um bom motivo pelo menos. Nós (eu) aguardamos-te já com saudades tambem, pois este cantinho tão belo, sempre repleto de gestos em palavras, cativou-me.1 beijinho e obrigada pelas tuas palavras...oh João!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds