Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2005

Maria do Mar









O prazer é todo deles

Gosto quando isso acontece

Como passaste o dia seguinte?

Só é derrotado quem quer não

Mas eu não sou porque quero

Tenho a noção disso, sou apenas

Sei que assim se vencer sabe melhor a vitoria

Agora há esse tipo de gente que são uns derrotados

Tratados como vencedores!

Eu até posso ter umas vitórias e sou tratado como derrotado

Somos bichos raros

Digo, não tenho método

Vou ao sabor da brisa

Como as gaivotas

Quase sempre

Difícil é esperar

Nunca sair daqui

Não falo com ninguém

Estou assim

Apenas consigo ter a coragem de pensar em te falar

Talvez por seres e estares sempre comigo

Ultimamente necessito sempre

Ainda que não entendas, pelo menos tentas e questionas

O que não

Não tenho resposta para todos os mistérios

Mas arranjamos uma perspectiva que nos de alguma luz

Nem que seja deitar a culpa a Deus




Somos mesmo animais esquisitos

Aspiro sempre o céu

E a lua ou mais além

Acho é que nunca lá cheguei

Como te dizer?

Antes estivéssemos no mesmo barco

Ainda que fosse o Titanic

Mas o barco "espaço" ser o mesmo

Mais que no mesmo espaço estamos no mesmo tempo apenas

E como eu detesto o tempo!!!!!

Gosto do espaço

E dos corpos celestiais que nele

Espacejam

Alguém disse que o espaço é tempo!

Eu não creio e tem dias que sim

Acredito que os tempos têm o seu espaço apenas

Claro se esse for o tempo

Somos tempos

Tenho espaços assim

Não gosto

prefiro.... Delirar

Filosofar é para Pacheco

Pois pagam-lhe para isso








publicado por bamos às 04:24
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De isabel a 25 de Fevereiro de 2005 às 20:03
LINDO


De Aran_aran a 22 de Fevereiro de 2005 às 22:09
Gostei do arranjo, hehehe! :) Um beijo


De andrye a 22 de Fevereiro de 2005 às 15:59
Temos de acreditar em nós e ter garra pk senao n conseguimos nada na vida! bonitos poemas :) bjokas


De PlantaCarnvora a 22 de Fevereiro de 2005 às 15:56
A foto é uma delícia, e o que está escrito por baixo tambem, em cima, não me cativou, porque me baralhou, é assim as palavras dizem o que conseguimos perceber, e tem vezes que só mesmo o próprio. Andas fugido do meu blog??????? Se te apanho lá........não faço nad: fico contente. Beijosssssssssssssss


De dragana a 22 de Fevereiro de 2005 às 14:42
saõ boitas as palavras, como sempre o fazes


De PaperFlower a 22 de Fevereiro de 2005 às 12:06
Também me deixo ir ao sabor da brisa. Gosto do fluir dos teus pensamentos. Visita-me**


De Carla a 22 de Fevereiro de 2005 às 07:15
Gosto quando cheiro o amor nas tuas palavras misturadas com os gritos, com a revolta, com os puxões de orelhas. Gosto do espaço e do tempo, do tempo com espaço e do espaço com tempo para nele me espraiar e sentir-me reguila perante a areia e o céu, como na foto que colocaste. A divagar fiquei eu :) Beijo enorme, João querido :)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds