Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2005

A luz que acende







Apenas a ti revela


Luz
Não me consumas por favor
Querer querer queria
É como a raposa que não chega aos figos......
Olha para eles e diz estão verdes!!!!
Sinto uma enorme necessidade de não me sentir comprometido
Isso do passado
Madre! Deus!
Sei nada Cristo!
Fico com medo quando as acendo
Tais compromissos que se não assumem
Aceita-se tudo com um sorriso
É tudo confuso
Entende isso
Tu podes dizer o mesmo de mim
É capaz de ser certo e ainda mais confuso
Mas reconhece que
Nascemos nada e matamos tudo
E só sei que acredito que tu aqui permaneces
Objecto que a luz denuncia.






publicado por bamos às 06:02
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De docerebelde a 2 de Março de 2005 às 19:50
Aprendi algo que escreves no teu poema. A raposa dizer que os figos estavam verdes........é que eu conhecia a história mas referia-se a uvas verdes........será que a história foi alterada!? Bjs


De TudoPorUmFilho a 28 de Fevereiro de 2005 às 22:45
Olá...sempre lindos teus poemas... :)
Um grande beijinho


De Ocean a 28 de Fevereiro de 2005 às 20:51
Luz Vaga e absolutamente necessária!
Abraço


De Carla a 28 de Fevereiro de 2005 às 15:25
Que imagem tão bonita e convidativa! Não me importava nada de estar recostada nuns assim neste momento :) A tua luz sempre aí esteve e tu sabe-lo. Por vezes entramos em períodos de quarentena e apagamos a luz. Pensamos que nunca mais se acende. Até que um dia... :))) Beijo enorme, João lindo :)


De andrye a 28 de Fevereiro de 2005 às 15:06
Quando tomamos a responsabilidade de um compromisso temos de o fazer.Agora quando n keremos responsabilidades devemos "fugir " delas c dignidade e sem magoar ninguem.beijokas grandes.


De Viceversa1000 a 28 de Fevereiro de 2005 às 14:40
"A luz que acende, apenas em ti revela",só mesmo somente a quem ilumina se revela, pois é a ela que se destina. Que aluz não se apague e ilumine o amor...sempre. 1 beijinho


De ferrus a 28 de Fevereiro de 2005 às 12:57
A luz revela-nos tanta coisa...Que se acenda, pois de escuridão iremos estar um dia fartos :-)
Um abraço, João!


De PlantaCarnvora a 28 de Fevereiro de 2005 às 11:50
As pessoas permanecem em nós muito para alem às vezes do nosso querer, mas se existem, é porque de alguma forma foram importantes e outras virão, que terão pelo menos um momento em que serão sempre mais importantes que as primeiras, ainda que possam não ser em tudo, serão no momento, nalgumas coisas....É a vida. Hoje estás menos melodramático! Hi!Hi!Hi!Beijosssssssssssssssss


De arara a 28 de Fevereiro de 2005 às 09:10
eu gosto de luz e a luz do sol maravolha-me


De Snia a 28 de Fevereiro de 2005 às 08:08
Objecto que a luz denuncia
de luz corpo e permanencia desperta
na certa ... será falta de
imagem relampago
e logica de mim também!

Beijinho e boa 2ª feira


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds