Segunda-feira, 7 de Março de 2005

Encontros de luz







"Azul Azul"


Estranho ou nem tanto "Luz azul" lê-se da mesma forma se começarmos do fim para o inicio!!







publicado por bamos às 05:19
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De ferrus a 9 de Março de 2005 às 16:10
Deixo-te sómente um abraço pintado com um sorriso, Amigo João!


De Enamorada a 8 de Março de 2005 às 11:14
Lindo... deixei cair uma lágrima azul...:)Um beijo doce...


De Liliana a 8 de Março de 2005 às 02:13
Linda a forma como escreves! Mágica a forma como mostras sentir!!! Profundo o teu mundo!!! Um encanto de alma!!! Beijinhos com muito carinho, Liliana.


De Cris a 8 de Março de 2005 às 02:10
Ai, João, q eu estava a ler o teu poema e a lembrar-me de uma menina q resolveu tirar férias do azul e dos sons de Lisboa!... E q saudades me deu! Eu bem q lá vou todos os dias, mas a safada nem os comentários deixou abertos para a gente poder gritar-lhe aos ouvidos... assim uns gritos azuis, tás a ver? Diz-lhe q tenho saudades dela... topas? topas? ehehhehehe beijinho


De Margarida a 8 de Março de 2005 às 00:26
Bonito texto vestido de azul!Perfeita sintonia com o mar de fundo...profundo!Beijinho para o João!


De Viceversa1000 a 7 de Março de 2005 às 21:03
Curioso a luz azul ler-se igual, tal qual o teu post, tambem curioso, porque a cada frase fazemos paralelismos com situações e não consigo situar-me...porque é atua história.....1 beijinho


De Lina a 7 de Março de 2005 às 20:24
Ahahahah, mas onde é que eu já ouvi isto?
Está demais, és demais, e eu gosto muito de ti e tu sabes isso!
O azul voltará um dia, quem sabe noutras cores, quiça em cor de fogo que é a cor da paixão.
Adorei mesmo!
A música bem a propósito e por falar em música, obrigada pela preciosa ajuda, talvez te peça mais vezes, para um lugar que neste momento é cor de fogo, topas, topas? ehehehhe
Beijo grande


De Ocean a 7 de Março de 2005 às 19:23
Mais uma vez gostei imenso, escreves com uma profundidade incrivel, e ainda por cima buscas o azul =)
Abraço


De andrye a 7 de Março de 2005 às 19:01
Lindo..como sempre..tens magia nos teus dedos ao escreveres estas coisas lindas cheias de sentimentos puros e verdadeiros.beijokas grandes.


De Carla a 7 de Março de 2005 às 18:47
Que bela declaração de amor, aquele amor puro que dá sem pedir retorno... mas cujo coração espera... acredita que virá o dia. Quando nos damos, damos a toda a hora, estando ou não presentes em carne e osso. É assim que tu te dás :) // Adorei essa observação da luz azul! Adoro esse tipo de palavras que lidas ao contrário são iguais, como ovo, aerea, etc. Já tive uma vez em meu poder um texto que lido ao contrário dava exactamente o mesmo. Era um espectáculo! :) Beijo grande, João querido :)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds