Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005

Razão justificada*2004

img94.gif


Qualquer razão que escolha, para, neste momento estar aqui a escrever estas palavras, seria a tentativa de justificar a não escrita das mesmas, por isso não tenho razão para o fazer nem para o não fazer, apenas escrevo com a certeza de não ter a certeza de o que vou escrever a seguir e se nada mais escrever vai dar ao mesmo, porque quem as ler ficará embora não indiferente, sim como se não as tivesse lido. Por isso qualquer razão que escolha para a qualquer momento deixar de escrever é só por si só, o acto de pousar a “caneta”, justificável em si próprio.

publicado por bamos às 04:50
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Novembro de 2005

Num instante*2004

ANCMETA15.gif


As sombras que outrora entraram em luzes que se dissipam nos momentos de escassa luminosidade permanecem
As luzes que entram em penumbras eternas dissipam-se
Rapidamente o pensamento vagueou, rumo ao infinito e permanece algures
O vivido é o maior trunfo de qualquer
O perdido encontra-se algures para sempre
O achado perde-se algures num instante.

Tks. G.P. (conselhos uteis)

publicado por bamos às 04:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005

Se alguém tiver memória que se lembre que até para comer se corre neste mundo.*2004

ani10.gif



Já paraste para ver o mundo girar!?



É facil chegar à conclusão:



Não é preciso correr para chegar a lado nenhum

Ao longe uma história surge, do
momento mais próximo ao pensamento,
e o presente distancia-se até ao futuro.
A vida tem prioridades, que se
cumpridas, adiam a morte.
Quando em sombras entra luz!!


publicado por bamos às 03:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 27 de Novembro de 2005

Monologo de dois*2004

russia.gif





Não entendes nada mesmo!! Devias imaginar mais.... e pensar menos




muito menos, Não faz mal,
as asneiras existem desde que o homem se conhece como tal
É sim
só tu para acompanhar um raciocínio como o meu!!
Pois eu sei és uma maquina
quase não dormes
tens energia para dar e vender
não paras
Fala-me de ti...
sei
quase tudo
nunca hei-de saber tudo de ti
isso é que te torna interessante
nem tu me conseguiras falar tudo de ti...
A cada segundo que passa na tua vida tens milhões de momentos e sensações novas para falar e não consegues
Eram precisas infinitas vidas para me contares o que passa num só segundo da tua vida, não há palavras
Apenas se unisses a tua alma à minha
me conseguirias transmitir tudo
almas sintonizadas neste mundo....
Hummmmmmmm
Adoro complicar
estas simplicidades
e simplificar, outras dificuldades
trair...
essa palavra para mim não existe
deixou de fazer parte do meu vocabulário
partilhas varias
Dou-me com toda a gente não me dou a ninguém
como dizia o palma
primeiro...deitas-me ao chão
depois elogias...
filho do palco!!?
é um encontro com o que encontro sempre no acaso que é a minha vida
eu só durmo bem quando estou exausto
e mesmo assim  preciso de não estar a pensar
fico exausto com a vida que dizes que não tenho
até parece que me estava a queixar......quando o disseste!!!!!!
não aborreces eu é que sou aborrecido
Gosto mais quando as frases são tuas
vou fazer-te um poema
ta?
sim faz …
Eu dou-te o tema
Escreve sobre a vida que não tenho
mas anseio ter
O que importa é que tenha a tua alma e marca
não a do teu Djavan ou meu Palma
que também são lindas
Mas não como a de uma Ana Paula qualquer deste mundo
Xau

publicado por bamos às 02:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 26 de Novembro de 2005

Momentos em breves instantes*2004

rock_candle.jpg

"Posso acender"


Em breves instantes passaram por mim todas as boas recordações de muitos momentos

A aproximação real de um sonho já vivido faz-me acordar e dizer, tive um pesadelo.

O tempo passa, e vai ficando a história para contar e por contar ficam os dias meses e anos que em breve momentos passaram por mim.

Há acontecimentos marcantes em Vários aspectos e há aspectos marcantes em vários acontecimentos

Uma relação e …. O fim; bem posso dize-lo, escreve-lo, pensa-lo, esquece-lo.

Há momentos que não se esquecem, mas enfim, todo o passado é um sonho recalcado que endurece a realidade presente, que será sonho vivido e ficará como experiência!

Nos outros ficam todas as más de outros instantes

Ontem, quando te vi!


Bamos2004.

publicado por bamos às 02:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

Vinte e cinco de Novembro de dois mil e quatro....*2004

Buddah1.jpg

"Ambientes Buddah Paris"





Ou estaremos em 1974?





Ao longe uma história surge do momento mais próximo ao pensamento

E o presente distancia-se até ao passado

Onde estará o futuro


publicado por bamos às 01:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Este espaço entrou em rotação

A Vida é ciclo ou vários num tempo espaçado.
O tempo desta aqui neste espaço fechou um ciclo e reiniciou reeditando artigos de forma a não entrar no espaço tão infinito mas que todos insistimos a por limites para poder-mos acreditar que temos orientação ou esperar que alguém nos oriente Haja fé!  Até ao infinito em que os fins e principios dos ciclos se misturem no tempo e no espaço


publicado por bamos às 01:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2005

Sonata ao ciclo lunar


































 


 


 


 


 


 


 



Nada
como dias diferentes para compensar



É tudo
verdade e o nada também existe



A
mentira creio eu ser mentira



Logo
existe no meu conceito de ti



Ou
existes limitada ao que és




Pertencente a quem te usa




Mentira apenas nada mais



E o
nada é enorme



Serei
eu um incrédulo? Ateu?



Ou
apenas aquele que não teme as verdades?



Ou
Antes pelo contrário sou tudo



Isso e
o que mais tu quiseres que eu seja.



Sem
nunca sair daquilo que sou consigo ser igual



E tu
jamais serás diferente sem seres o que és


 







publicado por bamos às 01:37
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005

If




































Estou a precisar sim... Tu




Mais que a companheira ideal...



Um
ideal que me permita ter companhia




Nada iludido contigo, comigo desiludido




Talvez na inconsequência de meu acto único



E
na impotência de teus múltiplos destinos




Quando alguém me acompanha e estimula




Costumo ensaiar umas teorias assim




Passageiras sempre e quando me descubro



E
em ti e para ti nada me tapo ou tapei



Nem
chega a fazer regra ou no mundo, lei




Porquê só teorias! Não sei, é tudo rubro.


 







publicado por bamos às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Novembro de 2005

Meu Livro Branco de capa Negra








publicado por bamos às 04:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Numa boa amiga silenciosa...

. Onde se inventa e de cert...

. Em beijos de luz a zul

. ...

.

Take...

.

Paix...

.

Enqu...

.

dois...

.

Palm...

.

Prim...

.arquivos

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005


blogs SAPO

.subscrever feeds